From the blog

Altes Land: A jóia do Norte da Alemanha

O norte da Alemanha guarda surpresas agradáveis ao viajante. Além de Rota dos Contos de Fadas, Hamburgo e suas pontes, a região de Altes Land é um dos destaques.

Considerada “A jóia do Norte”, Altes Land é repleta de muitas belezas naturais, com uma flora robusta e paisagens bucólicas. Além da arquitetura medieval, presente em grande parte das pequenas cidades da alemãs, Altes Land possui o grande título de ser a região com maior produção frutífera do país, graças ao seu clima e solo úmido.

Incorporanto tantas maravilhas, nesta região turística, não faltam atrativos e beleza: esta é a Altes Land. Vamos falar um pouco mais sobre as três principais cidades da região: Buxtehude, Stade e Jork.

Buxtehude

Buxtehude

Também presente na Rota dos Contos do Fada, sendo a primeira cidade da rota, pois foi o cenário para o conto “O Ouriço e a Lebre”. Para os apreciadores da arquitetura e história medieval, a cidade também é um frutífero solo, onde encontrarão a Marschtorzwinger, a única torre de defesa da antiga muralha que cercava a cidade que se preserva, sendo a única ainda de pé no norte da Alemanha. A parte da “cidade antiga” encontrada em Buxtehude é uma viagem ao tempo, onde muito há preservado.

Dentre os pontos históricos encontrados na cidades, o porto certamente é o que mais se destaca, onde no passado teve papel fundamental no desenvolvimento local, especialmente por cidade ter feito parte da Liga Hanseática, que consistia na aliança de cidades livres mercantis do norte europeu, sobretudo as próximas ao Mar do Norte e Báltico.

Outra curiosidade interessante a respeito de Buxtehude, é de que ela faz parte também da Rota Europeia de Tijolo Gótico, que abrange as cidades antigas com grande influência da arquitetura gótica e até hoje preservam estes edifícios, onde podemos, de forma superficial caracterizar especialmente pelos tijolos vermelhos ou até brancos, nas fachadas dos prédios, junto à outras características góticas.

Assim como em Hamburgo, a região é bem servida de fontes de água, sendo considerada pantanosa, o que acarreta muitos riachos, córregos e pontes e facilita a produção de frutas, como citado no começo do post. Em Buxtehude, a produção de maças é forte e tradicional.

Buxtehude

Stade

Também membro da liga Hanseática, a história de Stade, remonta há mil anos, e não foi apenas seu charme de pequena cidade que foi preservado. Algumas estruturas do seu porto são uma das mais antigas de toda a Europa, com origem no século XIII, e em seu centro histórico encontramos a maior parte de suas atrações.

Para os que se interessam por história marítima, o Schwedenspeicher-Museum é uma ótima pedida durante o passeio. Este museu, que pode ser chamado de  “Museu Sueco dos Armazéns” nos conta a história do porto, desenvolvimento da cidade, assim como o período hanseático. Seu grande guindaste de madeiro situado no porto, originalmente construído em 1661, e depois reconstruído, é um ponto que deve ser visitado pelo viajante.

Apesar de que, com o tempo, Stade tenha perdido os holofotes para Hamburgo, seu apogeu mercantil e de expansão foi suficiente para a construção de edifícios ornamentados e deslumbrantes, que podemos visitar até hoje. A produção de frutas também é presente por lá, onde é possível visitar as plantações, colher e saborear os frutos diretamente do pé.

Stade

Jork

Seguindo a mesma linha das cidades da Altes Land, Jork é um deleite aos apreciadores do charme das pequenas cidades históricas, que sabem preservar seu passado para receber os visitantes no presente. Exibindo suas casinhas em enxaimel, centro histórico com edifícios que são verdadeiras preciosidades, lá também possui a tradição de produção de frutas, em especial as cerejas.

A relação da cidade de Jork com as cerejas é antiga e próxima, e os habitantes souberam manter este legado. Até hoje, no primeiro final de semana de maio acontece o Altländer Blossom Festival, onde a rainha das flores de Altländer é coroada.

Prefeitura de Jork.

Há menos de uma hora de Hamburgo, esta região é uma ótima opção para os visitantes que estão hospedados em Hamburgo, conhecendo um lado toatalmente diferente do norte visto em Hamburgo, o clima de cidadezinha, com edifícios históricas, muita tradição e produção frutífera.

Para passeios guiados privativos e personalizados em português em toda Alemanha, entre em contato conocos!

Inspire-se com o nosso blog

Viagem à Alemanha sob o olhar de uma criança

O texto foi escrito pela Valentina, de 10 anos, que viajou conosco na companhia de seus pais em julho deste ano em um roteiro de 11 dias pela Alemanha, pensado para toda a família. Aqui, ela conta o […]

Luxemburgo: da fortaleza intransponível ao último grão-ducado

Uma opção de passeio para quem está no meio-oeste da Alemanha é o grão-ducado de Luxemburgo. Sua capital, a cidade de Luxemburgo, está a apenas a 35 km da fronteira com a Alemanha.

Com uma populaçã […]